Aposentado, sim, Inativo, nunca, Policial Civil para sempre.

10/01/2024 08/02/2024 09:51 439 visualizações

Aposentado, sim, Inativo, nunca, Policial Civil para sempre.

 

Bem, falo agora com extrema reverência e respeito a um dos maiores patrimônios da Policia Civil e da Sociedade Tocantinense: Os nossos aposentados.

 

Talvez seja pelo fato de que um dia – e cada vez mais próximo este dia – também serei mais um do quadro dos aposentados da Polícia Civil do Tocantins. Ou talvez seja por ter conhecido a índole, a coragem e a competência de uma galera que trabalhou em uma época em que o Google era uma ferramenta inexistente, ocorrência era registrada com caneta e livro, investigação era na “força do braço” e do intelecto (sem sistemas ou câmeras) e diligência com ar-condicionado só se fosse na sala do Secretário de Segurança. 

 

Seja qual for o motivador de meu respeito e reverência, não consigo encontrar palavra mais coesa, resumida e verdadeira para descrever esses históricos policiais que a palavra HERÓIS. Desbravaram um estado novo, sem recursos ou técnicas modernas, entregaram o melhor que podiam para a infante sociedade tocantinense. Não somente protegeram a vida e a propriedade de nosso povo, mas construíram com as próprias mãos a Policia Civil a que hoje servimos.

 

Não, não, não...claro que não... nem todos os Policiais Civis que hoje estão aposentados foram pioneiros operadores da segurança em nosso Estado, mas todos que já aposentaram, certamente, passaram pelos ensinamentos daqueles que conheceram a policia na era da máquina de datilografia, onde o auxílio da tecnologia era inexistente e se investigava muito mais com instinto e o famoso tirocínio do que com as modernas engenhocas hoje disponíveis.

 

Os nossos saudosos antigões eram o nosso recurso de ponta, nossa maior tecnologia, nossos produtos inovadores, nossa mão de obra e nosso poderoso e eficaz patrimônio.

 

Eu disse saudosos? Saudosos que nada... são os nossos irmãos e irmãs, base de nosso sindicato, sempre presentes em nossas lutas e nos brindando com sua presença em nossas confraternizações e encontros. 

 

Aposentado com muito orgulho. Fizeram a Polícia que estamos, lutaram em tempos que a maioria de nosso efetivo atual estava no banco das faculdades ou até das escolas. Conquistaram conosco direitos que hoje ainda usufruímos... fizeram o que hoje não fazemos e se fizéssemos não seria com a mesma maestria, pois, no tempo ficou, mas, os resultados, de legado nos deixou.

 

Inativo? Respeita o antigão!! Não se inativa quem tem na essência um espírito combatente, no rosto a experiência sorridente e no coração a chama ardente de um Policial Civil para sempre. 

 

Gostaria muito de dizer que todos os nossos aposentados ou “aposentandos” tem de todos os Policiais Civis da ativa o carinho, a honra e o respeito que merecem, mas, infelizmente, sei que, ainda, não é assim. Sei disso por que muitos a mim se queixam de um atendimento frio de um “colega” em uma delegacia onde por tantos anos dedicaram sua vida, saúde e juventude. E não se queixam com indignação ou ira... se queixam com tristeza mesmo e até com um nó na garganta. Pois não querem recompensa, querem apenas a deferência de quem um dia, se sorte tiver, estará ocupando o mesmo lugar que estes... Aliás, mesmo lugar não, pois quem maltrata um antigão nunca será o que eles são, serão apenas inativos, ex-policiais, pois quem ama ser polícia como os nossos aposentados amam, não distrata a quem lhe entregou o seu legado. 

 

Em janeiro se comemora o dia do aposentado, mais precisamente no dia 24. O SINPOL-TO quer homenageá-los, mas não temos a pretensão de chegar nem próximo do que merecem, pois seria impossível, mas, ainda assim, queremos que sejam lembrados e reverenciados. 

 

De coração, nestas singelas palavras, quero agradecer de coração, todas as vezes que deixaram suas casas, seus companheiros, seus filhos, suas vidas para cuidar de outras vidas. Todas as vezes que audazes lutaram por direitos que hoje usufruímos. Por cada momento que adoeceram por falta de condições de trabalho, que arriscaram suas vidas para proteger as nossas e, especialmente, por nos entregarem um legado tão valioso de hoje ser honroso e valioso ser Policial Civil do Estado do Tocantins. 

 

Se ainda não aprendemos a melhor forma de tratá-los, que tenhamos a coragem e a determinação de começar a fazer.

 

  Que o que está no coração de vocês, um dia possa estar no nosso também: Aposentado, sim, Inativo, nunca, Policial Civil para sempre.