REUNIÃO NA SECAD: SINPOL cobra progressões não implementadas em folha e o adiantamento dos PASSIVOS

21/09/2022 03/10/2022 07:56 282 visualizações

Em reunião na Secad, presidente do SINPOL cobra resolução dos casos dos policiais que não tiveram suas progressões implementadas em folha e pede atualização da situação do adiantamento dos passivos

A presidente Suzi Francisca realizou, nesta terça-feira (20), mais uma reunião na Secretaria da Administração (Secad). O objetivo do compromisso era discutir e resolver a situação dos policiais que não tiveram suas progressões implementadas em folha.

A reunião foi inicialmente programada para acontecer com o secretário da Secad, Paulo César Benfica Filho, mas, por motivo do falecimento do seu pai, a reunião foi cancelada e ocorreu com o superintendente de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, Paulo Henrique de Lima Carvalho.

A presidente do SINPOL-TO apresentou novamente o caso dos policiais civis que tiveram suas progressões publicadas, mas não implementadas em folha. Essa situação se estende desde abril, quando seria iniciado as implementações por parte da Secad. Desde então, Suzi Francisca tem se reunido direto com os gestores da pasta, na busca pela resolução desse problema.

Partes dessas pendências já foram resolvidas e publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) desta segunda-feira (19) – nº 6173. Em relação aos demais servidores que continuam com pendências e sem a implementação de suas progressões, o SINPOL continuará trabalhando para solucionar esses casos o mais breve possível.

O ADIANTAMENTO DOS PASSIVOS

Aproveitando a oportunidade, a presidente Suzi Francisca aproveitou para questionar Paulo Henrique do andamento do processo de credenciamento das entidades financeira que irão poder realizar o adiantamento dos passivos dos servidores.

O superintendente explicou que é importante para o Estado receber as propostas de todos os bancos para garantir uma menor taxa de juros. Alguns bancos já possuem documentação necessária para adiantar os passivos, porém, estes só apresentaram taxas de juros acima do preço do mercado.

Ressaltou o superintendente que bancos maiores como Banco do Brasil e BRB terão condições de ofertar juros plausíveis, entretanto ainda não terminaram de se organizar para tal. Informou que a intenção do governador é prevenir que os servidores mais necessitados caiam em taxas de juros abusivas.

COMPROMISSO DO SINDICATO

O SINPOL-TO reafirma seu compromisso com a categoria e continua a luta para que todos os Policiais Civis tenham seus direitos resguardados e cumpridos na forma que a lei determina.

“Esses policiais civis tiveram suas progressões concedidas de forma administrativa pela Secad e seguiram todo o processo legal. Então esperamos a resolução mais rápida possível dessa situação que já tem se arrastado por tempo demais. Fico muito feliz pelos que tiveram suas pendências resolvidas, mas nós não descansaremos até que nenhum policial fique prejudicado”, disse a presidente Suzi Francisca.

 

Confira os nomes publicados no Diário Oficial: