Reforma da previdência: Sinpol-TO participa de mobilização em aeroporto da Capital para entregar cartilha à deputados

07/05/2019 07/05/2019 16:42 306 visualizações

O Sindicato dos Policiais Civis do Tocantins, junto à representantes de servidores da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, reuniram-se no aeroporto Brigadeiro Lysias Rodrigues, de Palmas, na segunda-feira, 6, abordando os deputados federais que embarcavam para Brasília mostrando a eles a indignação com a retirada da aposentadoria especial dos policiais no texto da Reforma da Previdência apresentada pelo presidente Jair Bolsonaro. 

Durante a abordagem, os dirigentes sindicais entregaram uma cartilha aos deputados, material produzido pela União dos Policiais do Brasil (UPB), que relata a periculosidade da profissão policial e a importância de se manter a aposentadoria especial da classe.

As ações das entidades ligadas a UPB acontecem em todo o país, com propósito de encaminhar uma proposta de emenda ao texto da PEC 06/2019, onde faz algumas correções de iniquidades da proposta original e que busca garantir a igualdade de tratamento da Polícia Civil com os militares. A primeira a assinar a emenda global proposta pelos policiais, foi a deputada Federal Dorinha. 

Após questionada sobre as medidas que podem ser adotadas em relação a aposentaria especial para a mulher, a deputada e líder da bancada feminina no Congresso Federal, diz estra articulando uma reunião para discutir “os principais pontos e o que pode alcançar em relação à aposentadoria para policial, professora e enfermeira”, contou. 

O presidente do Sinpol-TO, Ubiratan Rebello, frisou que a mobilização teve o seu objetivo atingido, "Divulgamos o  material tanto junto aos parlamentares como aos populares presentes no aeroporto. Além disso, apresentamos a secretários de Estado que estavam em trânsito aqui. Acreditamos que conseguiremos o apoio necessário para entrarmos com uma emenda à PEC 06/2019. O objetivo da emenda apresentada é minimizar os efeitos nocivos da Reforma da Previdência aos operadores da segurança pública.