Presidentes do SINPOL-TO, AGEPOL e ASPA são recebidos pela cúpula da SSP-TO

04/01/2019 04/01/2019 22:43 534 visualizações

Na manhã desta sexta-feira, 04, os presidentes Ubiratan Rebello, SINPOL-TO; Marco Albernaz, AGEPOL-TO e André Gomes, ASPA foram recebidos pelo secretário de Segurança Pública, Cristiano Barbosa Sampaio, na companhia do subsecretário Marcelo Falcão e do Delegado Geral da PC-TO, Rossílio Correa.

A reunião foi iniciada pelo Secretário contando sua trajetória profissional e objetivos para a Pasta. Na sequencia, foi apresentado a Cristiano Sampaio e demais presentes o Ofício SINPOL-TO nº 001/2019, que além de dar as boas vindas ao novo Titular da Pasta, especifica algumas demandas da categoria ao Secretário, em especial a Lei 2851/2014.

Ubiratan fez um breve panorama da Lei 2.851/14, desde o descumprimento da mesma pelo ex-governador Marcelo Miranda, passando pela ADIn e chegando na ACP. Também esclareceu sobre a situação das Progressões atrasadas e a importância do Conselho Superior da Polícia Civil para a efetivação dos direitos dos Policiais Civis. 

André Gomes, que além de presidente da Associação dos Papiloscopistas, ASPA, também é secretário Geral do SINPOL-TO, resaltou a importância da cooperação e participação das entidades junto ao comando da SSP para uma evolução da instituição.

Além disso foram abordados temas relacionados aos cargos de Agente de Polícia, Agente de Necrotomia, Escrivães e Papiloscopistas, no que diz respeito a aspectos de trabalho e aprimoramento destas carreiras. Na oportunidade, foi apresentada a necessidade de se avançar com o Projeto de Oficial de Polícia Judiciária (unificação dos cargos de Agente de Polícia e Escrivão de Polícia), Projeto para os Papiloscopistas e Agentes de Necrotomia e o Projeto da Lei Orgânica da Polícia Civil, que necessita de uma revisão ampla a fim de atender todos os cargos e não somente os delegados de Polícia.

Para Marco Albernaz, em primeira visão, o Governo Carlesse acerta ao trazer Cristiano Sampaio para comandar a Pasta de Segurança Pública, em especial no que se refere ao currículo de Sampaio, além de Magistrado e Delegado da Policial Federal, atuou à frente de importantes órgãos do Ministério da Justiça em Brasília, o que possibilita uma abertura para a captação de recursos para o Tocantins.

“A Polícia Civil tem muito a ganhar com a atual gestão da SSP-TO, de um lado, um secretário com vasta experiência profissional e bom trânsito no Ministério da Justiça, aliado ao dinamismo do subsecretário Marcelo Falcão, e a competência e presteza do Delegado Geral Rossílio Correa, sem dúvida podemos esperar maior ação de combate a criminalidade e valorização do profissional policial” encerrou o Presidente do SINPOL-TO Ubiratan Rebello.

 

Cristiano Sampaio - Trajetória

Natural do Estado da Bahia, antes de chegar à SSP-TO, Cristiano atuou no Judiciário por quase dez anos, inclusive como Juiz de Direito. Em 2003 tomou posse como delegado de Polícia Federal, atuou como chefe da Delegacia Fazendária e delegado Regional de Combate ao Crime Organizado no Pará. Em seguida foi chefe-substituto da Unidade de Repressão aos Crimes Cibernéticos em Brasília e chefe da Delegacia de Combate a Crimes Contra o Patrimônio em Alagoas. De volta a Bahia foi chefe da Delegacia de Polícia Federal em Ilhéus e delegado Regional de Combate ao Crime Organizado. Posteriormente foi superintendente Regional da Polícia Federal no Maranhão. Durante esse período, foi professor de Planejamento Operacional na Academia Nacional de Polícia, onde, junto com o secretário Andrei Rodrigues e outros delegados, foi um dos autores do Manual de Planejamento Operacional da Polícia Federal. Sampaio também atuou no Ministério da Justiça, sendo diretor da Diretoria de Operações da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (SESGE), e como coordenador Nacional da Operação de Segurança da Copa do Mundo de 2014.