Sinpol-TO abrirá processo para garantir progressão aos 14 Policiais Civis não contemplados com merecimento pelo CSPC

12/01/2017 18/12/2017 13:20 2232 visualizações

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Tocantins (Sinpol-TO), por meio da assessoria jurídica (Manzano Advocacia), autuará novo processo junto ao Conselho Superior de Polícia Civil para atribuir merecimento aos 14 Policiais Civis, da turma de 2009 (veja a lista abaixo), que estão aptos à progressão vertical do ano de 2016, mas não tiveram seus benefícios reconhecidos pelo governo do estado devido a problemas no histórico funcional.
“Estamos tomando as providências para garantir o direito à progressão desses 14 policiais, ainda referente ao ano de 2016, uma vez que o Conselho deixou de atribuir merecimento a eles (processo 083/2016), mesmo estando aptos”, explica Moisemar Marinho, presidente do Sinpol-TO.
Para que seja feita a correção do histórico funcional, o Sinpol-TO solicita que os 14 policiais civis (listados abaixo) levem até a sede da entidade, o quanto antes, os seguintes documentos: cópia da carteira funcional, cópia da certidão da corregedoria e da certidão de Recursos Humanos, emitida pela Secretaria de Segurança Pública.